Imagem 1 Imagem 2 Imagem 3

4.3. 2o ano do Programa de Residência Médica em Cardiologia

4.3. 2o ano do Programa de Residência Médica em Cardiologia

4.3.1 Programa Teórico

4.3.1.1 Módulos de ensino:

Módulo de Cardiologia I: Esta atividade teórica é constituída por módulos que têm a finalidade de proporcionar embasamento teórico para o exercício da especialidade.

4.3.1.2 Cursos de Imersão:

Cursos de Imersão: Os “Cursos de Imersão” são de caráter eminentemente prático, com embasamento teórico necessário ao completo domínio do curso. Tratam-se de cursos intensivos que visam aprimorar a atuação dos residentes na condução de situações de urgência e emergência vivenciadas na prática diária. Muitos destes cursos fazem uso de técnicas avançadas de simulação realística.

4.3.1.3 Sessões de ensino

– Sessões de ensino obrigatórias para todos os residentes

Sessão do Corpo Clínico: sessão semanal, com duração de 2 horas, realizadas com o apoio do sistema de banco de dados HiperClínica, desenvolvido na FBC, contam com a participação de todos os médicos residentes e dos preceptores dos diversos setores da instituição.
Nestas sessões são selecionados para apresentação, pelos residentes, casos clínicos de pacientes internados na instituição. O conjunto dos casos selecionados deve abarcar tanto patologias comumente observadas na área cardiológica, quanto patologias que, embora menos frequentes, são de interesse para formação do cardiologista.
Estas sessões são consideradas uma das atividades de maior relevância da FBC dado seu papel chave na formação dos médicos residentes. Visam desenvolver a capacidade dos residentes para estabelecer condutas diagnósticas e terapêuticas baseadas em evidências científicas e diretrizes médicas, através de discussão participativa, orientada pela preceptoria.
Vale notar que todas as discussões são apoiadas na leitura de artigos publicados em revistas internacionais de grande impacto e previamente selecionados em função do caso clínico a ser discutido.

Sessão de Atualização: sessão mensal, com duração de 2 horas, proferidas por renomados especialistas de outras instituições do país. Os temas selecionados levam em consideração sua relevância para a prática clínica. O objetivo dessas sessões é o de oferecer, aos residentes, a oportunidade de atualização e discussão de temas em cardiologia a partir de diferentes perspectivas.

– Sessões de ensino obrigatórias os residentes que estão exercendo suas atividades no setor

Sessão Teórica do Serviço de Arritmia: sessão que tem o objetivo de ampliar os conhecimentos e fornecer substrato teórico na área aos residentes.
Dia da semana: 5a feira Horário: 7:00 as 8:00 hs

Sessão Teórica do Serviço de Ecocardiografia: sessão que tem o objetivo de ampliar os conhecimentos e fornecer substrato teórico na área aos residentes.
Dia da semana: 3a feira Horário: 18:00 as 19:00 hs

Sessão Teórica do Serviço de Hemodinâmica: sessão que tem o objetivo de ampliar os conhecimentos e fornecer substrato teórico na área aos residentes.
Dia da semana: 2a feira Horário: 11:30 as 12:30 hs

4.2.2 Programa Prático

1 2

ENFERMARIAS DE CARDIOLOGIA

3

Atividades no Estágio das Enfermarias de Cardiologia: Durante o estágio, o(a) residente, sob supervisão da preceptoria, é responsável pela admissão, acompanhamento diário e alta hospitalar dos pacientes. Também, é de sua responsabilidade orientar os internos em relação às noções fundamentais sobre os casos em acompanhamento, bem como sobre assuntos correlatos aos mesmos. Sua participação nas visitas (diárias) com a preceptoria e nas atividades teóricas (semanais) da enfermaria é obrigatória.
Estágio na Enfermaria de Cardiologia do 2o andar (4 semanas), com ênfase na assistência a pacientes portadores de várias patologias cardiovasculares cirúrgicas, no pré e pós operatório.
Estágio na Enfermaria de Cardiologia do 3o andar (4 semanas), com ênfase na assistência a pacientes portadores de doença arterial coronária, submetidos à procedimentos diagnósticos ou intervencionistas, realizados nos Serviços de Hemodinâmica e Arritmia.
Estágio na Enfermaria de Cardiologia do 4o andar (4 semanas), com ênfase na assistência a pacientes portadores de insuficiência cardíaca e os com indicação para uso de dispositivos eletrônicos implantáveis (Marca-passo, ressicronizador e cardiodesfibriladores).

UNIDADE CORONARIANA

4

Durante o estágio, o(a) residente, sob supervisão da preceptoria, é responsável pela admissão, acompanhamento diário e alta hospitalar dos pacientes.

MÉTODOS DIAGNÓSTICOS

5

Atividades no Estágio no Serviço de Hemodinâmica: Durante o estágio, o(a) residente, sob supervisão da preceptoria, é responsável: (1) avaliação dos pacientes agendados para a realização de exame (avaliação clínica + análise dos exames complementares + indicação do procedimento diagnóstico e/ou terapêutico no setor de hemodinâmica); (2) acompanhamento do procedimento diagnóstico e/ou terapêutico; (3) elaboração e discussão de laudos dos procedimentos; (4) acompanhamento dos pacientes pós procedimento (tanto na sala de recuperação, quanto na enfermaria).

6

Atividades no Estágio no Serviço de Arritmia: Durante o estágio, o(a) residente, sob supervisão da preceptoria, é responsável: (1) pelo atendimento dos pacientes agendados nos 4 ambulatórios do setor; (2) pela interpretação / elaboração e discussão de laudos de ECG e Holter; (3) acompanhamento da realização de exames de Tilt-Test e realização de Ablação por radiofreqüência, conforme escala.

7

Atividades no Estágio no Serviço de Medicina Nuclear: Durante o estágio, o(a) residente, sob supervisão da preceptoria, é responsável: (1) avaliação dos pacientes agendados para a realização de exame (avaliação clínica + análise dos exams complementares + indicação do procedimento); (2) acompanhamento do procedimento, incluindo participação na realização no teste de esforço ou de estresse farmacológico; (3) elaboração e discussão de laudos dos procedimentos.

8

Estágio no Serviço de EcoDopplercardiografia: Durante o estágio, o(a) residente, sob supervisão da preceptoria, é responsável pelo acompanhamento da realização do procedimento, bem como do processo de interpretação das imagens e de elaboração dos laudos.

ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA PEDIÁTRICA

9

Estágio no Serviço de Pediatria: Durante o estágio, o(a) residente, sob supervisão da preceptoria, é responsável pela admissão, acompanhamento diário e alta hospitalar dos pacientes, bem como pelo atendimento dos pacientes agendados. Este estágio ocorre em serviço conveniado (durante 4 semanas)

ESTÁGIO OPCIONAL

10

Atividades no Estágio Opcional: Durante o estágio, o(a) residente, participa das atividades do serviço escolhido para a realização do estágio. É autorizada realizar estágio opcional apenas em instituições que tenham PRM certificados pelos pelo CNRM.

ATIVIDADES PRÁTICAS CONTÍNUAS

11

Atividades Ambulatoriais: Durante as atividades ambulatoriais, o(a) residente, sob supervisão da preceptoria, é responsável pelo atendimento dos pacientes agendados. O único estágio que não inclui atendimento ambulatorial é o da Unidade de Terapia Intensiva Cardiovascular.

12

Atividades no Serviço de Pesquisa: Durante sua atuação no Serviço de Pesquisa, o(a) residente, sob supervisão da preceptoria, aprende a realizar análise crítica do desenho do estudo do ponto de vista ético, científico e operacional; é responsável, também sob supervisão, pelo recrutamento, aplicação do Termo de consentimento livre esclarecido (TCLE); randomização, acompanhamento clínico, elaboração do prontuário médico e preenchimento do “case report file”(CRF), elaboração dos relatórios para o Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) dos voluntários envolvidos no estudo, de acordo com as normas do Manual Tripartite Harmonizado da Conferência Internacional de Harmonização (ICH) para as Boas Práticas Clínicas (GCP) e da Resolução CNS 196/96.

FÉRIAS

13